top of page

Uma descoberta importante está ligada à escultura de pedra datada de 1848, quando o explorador francês Francis de Castelnau a trouxe da Amazônia para a França. Com 1,3 metro de altura, a escultura representa um híbrido de ser humano e macaco, com as mãos sobre o peito. Essa peça, que percorreu o trajeto de Manaus para Paris no século XIX, inspirou interpretações fantasiosas sobre os habitantes da Amazônia. Por décadas, a escultura foi negligenciada e considerada uma imitação. No entanto, análises mais recentes realizadas por especialistas  apontam para sua autenticidade como um artefato indígena. Ao questionar o conceito de imitação, a pesquisa parte da análise de outras peças semelhantes à amazônica, encontradas em diferentes regiões da América do Sul, sinalizando diferenças em relação à peça original.

PILHAGEM

2023-2024

fotografia

manipulação digital

bottom of page