labirinto, 2022
instalação, site-specific

placas de sinalização

dimensões variáveis


Definido como uma construção de entradas incertas e dificultosas para encontrar a saída, compostas por caminhos que atrapalham a própria orientação espacial, um labirinto é constituído pelo conjunto de percursos com a intenção de desorientar a direção. Da imagem mental à figura simbólica que não remete a nenhuma arquitetura formal, o espaço é considerado uma metáfora sem referente. A instalação propõe um estudo dos sinais que guiam uma direção imaginativa. O trabalho consiste na aplicação de placas e têm como pondo em dúvida, redirecionar um passeio labirintico pelo espaço, utilizando sinalizações, especificamente setas (acentuada, à direita, à esquerda e interseção em círculo). Esse trabalho foi realizado na Praça Duque de Caxias, em Belo Horizonte (MG) pela 3° Edição do TAU – Território Arte Urbana.