Definido como uma construção de entradas incertas e dificultosas para encontrar a saída, composto por caminhos que atrapalham a própria orientação espacial, o labirinto é o conjunto de percursos com a intenção de desorientar a direção. Da imagem mental à figura simbólica, que não remete a uma arquitetura formal, o espaço é considerado uma metáfora omissa. O trabalho consiste na aplicação de placas em pontos estratégicos do espaço público, utilizando-se da sinalização para indicar certos direcionamentos para um local possível. Apropriando-se de códigos e regularidades dos sinais de trânsito, as placas de identificação dos atrativos turísticos são reconhecidas pela cor marrom e têm função de localização e de identificação, através do nome e seu respectivo pictograma. Esse trabalho foi realizado na 3ª edição do Território Arte Urbana (TAU).

labirinto, 2022
intervenção 

aço galvanizado, alumínio, fibra

praça duque de caxias

dimensões variáveis

IMG_3703c_edited_edited.jpg
IMG_3717_edited.jpg