O grito é produzido pelo som da voz aguda e muito elevada, emitida com esforço e de modo que se possa ouvir ao longe. Produzido na laringe, onde se encontram as pregas vocais, realizam um movimento de vibração, graças à passagem do ar dos pulmões durante a expiração. Os fonemas são capazes de estabelecer a diferenciação de significados entre vocábulos e resposta intercomunicativa, que durante a audição, a percepção e o processamento de informações dependem do sistema nervoso. A partir do estudo do aparelho fonético e a numismática, o trabalho projeta uma medalha comemorativa ao grito “Independência ou Morte” de D, Pedro I, performado próximo ao riacho do Ipiranga, em 7 de setembro de 1822.

grito do ipiranga, 2022

projeto medalha digital

50mm

sergio augusto medeiros - grito do ipiranga.jpg