top of page

A tese de doutorado é um gênero acadêmico-científico que segue metodologias específicas, as quais são configuradas pela abordagem temática da área especializada e que apresenta evidências através da análise de hipóteses.Composta por diversas áreas do conhecimento, métodos e processos relacionados ao desenvolvimento de descrições, como representações de assuntos, linguagens e códigos, a presente tese tem como objetivo descrever e formular a hipótese que deu origem a uma teoria científica, empregando regras metodológicas e procedimentos para garantir a validade e a consistência dos resultados obtidos. A teoria científica é uma estrutura que visa descrever, prever e controlar os fenômenos através de evidências empíricas, leis, hipóteses, modelos e conceitos. Para investigar um problema de pesquisa específico, foi adotada uma abordagem temática e sistemática, seguindo etapas de observação, formulação de hipótese, teste, análise dos resultados e validação. Ao combinar a formatação da tese com a metaforização, a edição busca simular o próprio conceito de tese para identificar as hierarquias e as convenções do método científico. 

 

Esta pesquisa foi realizada durante o doutorado em Artes Visuais no Programa de Pós-graduação em Artes da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, com bolsa fornecida pela CAPES. Parte do projeto foi desenvolvido no Centro de Microscopia da UFMG. A banca examinadora foi composta por Fabio Morais, Raquel Stolf, Rodrigo Borges e Yiftah Peleg. Orientação de Amir Brito Cadôr. Em 2024, a obra será exibida em uma exposição individual no Centro Cultural da UFMG. 

A doctoral thesis is an academic-scientific genre that follows specific methodologies, configured by the thematic approach of the specialized area and presenting evidence through the analysis of hypotheses. Comprising various areas of knowledge, methods, and processes related to the development of descriptions, such as representations of subjects, languages, and codes, the present thesis aims to describe and formulate the hypothesis that gave rise to a scientific theory, employing methodological rules and procedures to ensure the validity and consistency of the results obtained. Scientific theory is a framework that aims to describe, predict, and control phenomena through empirical evidence, laws, hypotheses, models, and concepts. To investigate a specific research problem, a thematic and systematic approach was adopted, following stages of observation, hypothesis formulation, testing, result analysis, and validation. By combining thesis formatting with metaphorization, the editing seeks to simulate the very concept of a thesis to identify the hierarchies and conventions of the scientific method.

This research was conducted during the Ph.D. program in Visual Arts at the Graduate Program in Arts of the School of Fine Arts at the Federal University of Minas Gerais, with a scholarship provided by CAPES. Part of the project was developed at the Microscopy Center of UFMG. The examining board consisted of Fabio Morais, Raquel Stolf, Rodrigo Borges, and Yiftah Peleg. Supervised by Amir Brito Cadôr. In 2024, the work will be exhibited in a solo exhibition at the Cultural Center of UFMG.

 

emteo.jpg
t2.gif

A capa da tese parece uma ode à observação como um método visual da prática científica: uma usina imagética. Será que na arte, a imagem também faz parte de um método de trabalho, além de ser obra em si? É a primeira questão que me ocorre. Em Teoria é uma pesquisa em artes visuais que aborda o ato de observação e, consequentemente, a imagem, intercambiando os campos da arte e da ciência. A pesquisa parece demarcar (como um marca texto fosforescente) as diferenças ético-estéticas – ou talvez as semelhanças – entre os processos de produção imagética de artistas e cientistas. Ultrassons têm base sonora e ressonâncias magnéticas captam sinais de radiofrequência. Ambos traduzem esses dados em imagens que se tornam simulacros do corpo, no imaginário geral. Nesse imaginário, construído a partir da medicina, o interno do corpo é colorido, como nos atlas de anatomia, ou é monocromático, na gama de cinzas de raios-X, ultrassons e tomografias. A tese não se limita ao imagético e me lembra que, além da visual, a ciência é discursada em linguagem verbal. É ela que produz postulados sob o modelo discursivo teórico e também sob modelos comunicacionais que dialogam facilmente com a sociedade – podendo, inclusive, narrar pesquisas e processos do mesmo modo como romancistas fazem, com analogias, metáforas, jogos de linguagens, arcos narrativos etc. A tese narra métodos de pesquisas assistidos (tal qual espetáculo) pelo leitor-observador-usuário-você, ou vivenciados (performados), através de procedimentos e de resultados traduzidos em cores, emissões de luz e fosforescências que tornam-se linguagem. Fala também de nomeações e codificações, rotulagens de instrumentos e de dados no canteiro de obras da prática de pesquisa científica, coisas que geram um sistema estético, um design físico e gráfico, que organiza o trabalho que gera, entre outras coisas, esse próprio design. A tese rotula ainda uma série de postulados e os distribui em um glossário ético-funcional que mapeia procedimentos e, ao mesmo tempo, evidencia o quanto esses procedimentos seriam, digamos, cartesianos demais no campo da arte. Não que esse glossário não possa ser usado em uma pesquisa acadêmica artística, claro que pode, mas com certeza a práxis artística chegaria a limites que precisariam ser subvertidos e ultrapassados, fazendo do glossário mais uma partitura de performance que lida com a contingência do que um rígido manual de pesquisa.

Fabio Morais, 2023

Em teoria 

Tese de doutorado composta por duzentas e catorze páginas, acompanhada de novecentas imagens extraídas da análise em microscopia eletrônica utilizando o software ZEN 3.7. inclui também instalação [em processo] com vídeo e banner acadêmico em suportes específicos, com dimensões variáveis. visualização e download

2019-2023

bottom of page